RMS: Najla Shami

Loading Map....

Data
17/05/2014 _ 21:00 - 22:30 h

Lugar
Auditorio da Xunqueira

Prezo: 4 €

Categoría


Concerto especial polo día das Letras Galegas na Rede de Músicas Soltas no Auditorio da Xunqueira de Redondela. Najla Shami cantará acompañada do guitarrista Héctor Lorenzo nunha dupla que leva colaborando máis dun lustro nos palcos do país. 

Najla afondará no repertorio do seu último traballo “Na lingua que eu falo” (Galaxia, 2013) no que pon música á poesía de  Rosalía de Castro alén de outras cancións do seu repertorio cunha sonoridade influenciada por estilos coma o jazz, funk, world music e a música galega, Najla Shami tráenos a súa proposta que percorre latitudes que van desde a Galiza até o Brasil ou África. 

*Este concerto sustitúe ao de Narf que estaba anunciado no cartel xeral da programación do ciclo Rede de Músicas Soltas de Redondela.

NAJLA SHAMI

Cantora e compositora nascida em Compostela, filha de três culturas: palestiniana, galega e argentina, cresceu entre Galiza e Kuwait. Interessada pela música desde a infância, começa a estudar e cantar com 9 anos, fazendo parte de diversos coros polifónicos e formações de música tradicional galega. Nessa altura cria as suas primeiras canções, mas é aos 17 anos, idade à que começa a tocar a guitarra, quando as suas composições viram mais pessoais e a sua voz vê-se influenciada por estilos coma o jazz, funk e world music.

najlashamiEm 1997 decide estudar música moderna e educação musical aprofundando na técnica vocal e na sua pedagogia, actividade que a levará a países como a Noruega, os EUA, a Jordânia, o Kuwait, a Índia, a Inglaterra, Portugal e a Espanha.

Entre 2003 e 2011 colabora na publicação de diversos trabalhos: The past to come (Enterphonics, 2003), com a banda de acid-jazz Cinnamon Gum; Ben Deitei (Ouvirmos, 2010), com a Safari Orquestra; e Haikus (Inquedanzas Sonoras, 2011), com Lobalú, entre outros.

Gradualmente incorpora novas influências na sua linguagem, achegando sonoridades de Portugal, Brasil e África que mistura com as suas raízes e com o jazz, e imprimem uma profunda pegada na sua evolução. Desta nova etapa surge a colaboração com o multiinstrumentalista Sérgio Tannus no álbum Son Brasilego (Fol Música, 2012), a gravação do livro-disco e documentário CoraSons (Kalandraka, Afrontamento, 2013) e a participação em festivais como “Estou Lá, Festival da Lusofonia” ou “Terra da Fraternidade, Homenagem a Zeca Afonso”.

Na sua estreia em solitário, o livro-disco Na língua que eu falo (Galaxia, 2013), aprofunda na obra da escritora Rosalía de Castro. Uma selecção de dez temas que reúne sete poemas da autora galega com música original, duas novas criações e uma revisão do clássico Negra Sombra. Um trabalho no que a compositora galego-palestiniana procura o diálogo entre as suas origens e as suas referências actuais.

About Folque

aCentral Folque, Centro Galego de Música Popular. Galiza, Europe
Bookmark the permalink.

Comments are closed